Quando eu morrer, dá-me um cravo vermelho, simbolo da liberdade, e leva-me ao mar. Não chores, a vida é o que mais bonito temos e eu procurei sempre viver a minha da forma mais pura possível... Porque sei sorrir e sei chorar... Bem-vindo sejas...
Quinta-feira, 16 de Julho de 2009
Não se pode exterminá-los?

 

(fonte: internet)

 

     O "democrata" Alberto João Jardim quer ver a proibição do comunismo consagrada na Constituição, pelo que vai apresentar diversas proposta de revisão nesse sentido. Como todos nós sabemos, o comunismo neste país tem sido um cancro, pelo que concordo inteiramente com esta medida que deve ser aplicada com a maior rapidez, bem como a instituição duma comissão McCarthy... 

     Mas já agora que estamos numa de revisões, sugeria a tão ilustre democrata que juntasse aos comunistas, as putas, os paneleiros, as lésbicas, os gajos do bloco, os drogados, os gordos, os socialistas, os judeus, os feios, os pretos, os ucranianos, os imigrantes todos, os cabrões que me penhoraram o ordenado, a minha ex-mulher por os ter levado a fazer isso, os romenos, os ciganos, a polícia municipal, etc, etc, etc...

     Este será um texto em construção porque nos próximos dias seguramente que me vou lembrar de mais algumas cenas para proibir neste nosso cantinho. E aceito que me enviem sugestões de mais coisas ou pessoas a proibir, ou até mesmo exterminar, já que estamos com a mão na massa. As fábricas da Cimpor e da Secil, em Souselas e Setúbal, até já estão preparadas para fazer co-incineração, era limpinho, nem era preciso fazer nenhum investimento...

     Por ultimo, estou em apoiar igualmente as pretensões de aumento da autonomia da Madeira. Cortavam-se as amarras à má-fila e deixávamo-lo ir mar adentro, era autonomia à fartazana. Até podíamos nós ficar com as putas, os paneleiros, as lésbicas, os gajos do bloco, os drogados, os gordos, os socialistas, os judeus, os feios, os pretos, os ucranianos, os imigrantes todos, os cabrões que me penhoraram o ordenado, a minha ex-mulher por os ter levado a fazer isso, os romenos, os ciganos, a polícia municipal, etc, etc, etc, que eu acho que ficávamos a ganhar. Só o que se poupava em sustentar os caprichos do supra referido senhor...

     Isto devem ser restos do Casal Garcia. A gente vê-se por aí...

 

 

 



vadiado por homem de negro às 11:44
Ligação vadia | Vadia para mim

Quarta-feira, 15 de Julho de 2009
Para grandes males...

 

     Isto são dias do diabo, o dia a zunir na mente, a noite às voltas sem dormir. As olheiras ganham terreno e eu sei que preciso de combater isto, de forma a não deixar que estes dias maus se me entranhem na alma. Ir para casa acaba por ser triste, embora eu até goste de estar em casa...

     Levanta o espírito, homem, digo a mim próprio, soube sempre dar a volta a outros dias difíceis e desta vez não há-de ser excepção. A par das minhas dores, o resto também há-de ir. Como sempre. Todos os dias...

     Existem, no entanto, remédios de efeito imediato que tenho forçosamente de abençoar. Um jantar porreiro, uma garrafa de Casal Garcia a acompanhar. Era só para beber um copito ao jantar, mas o vinho caiu muito bem, tão bem que, quando dei por ela, já estava a garrafa escorropichada...

     Dormi que nem um anjo esta noite.Tão bem que acordei pelas seis e meia com o espírito tão leve que até entrei a horas no trabalho. Abençoado (eu que nem sou de rezas) seja o Casal Garcia...   

      A gente vê-se por aí...

 

 

 



vadiado por homem de negro às 18:15
Ligação vadia | Vadia para mim | Vadiagens (4)

Segunda-feira, 13 de Julho de 2009
Espinhos meus...

 

 

     A verdade é que todos os dias olho para o futuro com esperança. E com desejos de dias melhores, pelos quais trabalho e luto. Mas estes tardam em vir, ao invés, para além das dores, apenas me aparecem problemas. Se na minha vida do dia-a-dia com o meu filho as coisas vão, correu bem o ano, apesar de tudo, e ele passou com boas "notas", na minha vida corrente só me saem duques e cenas tristes...

     O meu vencimento começou este mês a ser penhorado. Cerca de 200 euros por mês vão para pagar as dívidas que a minha ex-mulher fez junto do banco e que este nunca conseguiu cobrar. Como as mesmas foram contraídas em nome dos dois, quando ainda éramos casados e dado que ela nunca cumpriu o acordo de divorcio e a assunção das dívidas que fez, marimbando-se pura e simplesmente para a sua liquidação, eles foram atrás do elo mais fraco...

     Para todos os efeitos, ela não tem emprego, não faz descontos, não paga segurança social, não pode pagar as dívidas que criou ao deixar de pagar os empréstimos pelos quais assumiu a responsabilidade. Desconfio até que  já recebe o rendimento mínimo, isto apesar de trabalhar por fora e não haver qualquer fiscalização...

     O meu acordo de divórcio não vale nada, legalmente as dívidas são dos dois. Por entre aquilo que eu considero "dívidas de honra", de amigos que nos ajudaram e ela entalou, até esta penhora, são cerca de 400 euros por mês. Quando esta merda acabar, terei gasto mais de 15 mil euros para limpar o meu nome.E muitas noites em claro...

     Que dizer ou fazer perante estas coisas? Que atitude posso tomar, eu que sou um homem honesto? Como posso olhar para o futuro com esperança? Enquanto os meus amigos vão para a praia ao fim de semana, eu corro de terra em terra a tirar fotografias para chegar ao fim do mês e não ter nada. A não ser os algozes que me levam o suor...

     Às vezes sobrevém-me uma raiva surda, daquela que nos faz fazer coisas loucas. Porque ela merecia uma tareia daquelas de lhe pisar o corpo todo. Para perceber que não pode eternamente continuar a fazer estas merdas e a escapar impune. Mas e que resta depois? Em tudo penso, se calhar para meu mal, se calhar para sorte dela...

     Costumo dizer, para libertar a minha alma, que é apenas dinheiro e dinheiro eu ganho mais. Mas há meses em que chego ao fim do mês completamente liso por causa das dívidas que não fiz. Apesar das fotos, apesar dos biscates nas obras. E nessa altura é que sinto que, por mais que trabalhe, nunca vai chegar, nunca vou conseguir tirar a cabeça da lama. É desesperante...

     Amanhã é um novo dia, pode ser que acerte no euromilhões.Até me bastava um premio pequenito para pelo menos me livrar das dividas. Já me ria, todo contente, e até olhava para tudo isto com melhores olhos. Que agora notam-se demais as olheiras. Mas a verdade é que eu não casei com ela obrigado, foi mesmo porque quis. Devia ser mesmo remela. Que eu achei sempre que ela podia crescer e tornar-se um mulherzinha...

     De facto, ninguém muda. E todos mentem. Todos. A gente vê-se por aí...

 

 



vadiado por homem de negro às 17:03
Ligação vadia | Vadia para mim

Sexta-feira, 3 de Julho de 2009
Dias do fim...

 

 

(fonte: internet)

 

 

     Isto está danado para os cornudos, embora também seja opinião  deste blog que isto só lá vai à marrada. Por outro lado, assentam-lhe tão bem que deve ter sido carpinteiro de renome a talhar tal cornadura...

 



vadiado por homem de negro às 12:31
Ligação vadia | Vadia para mim | Vadiagens (2)

homem de negro
Procurar vadiagens
 
Janeiro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


Vadiagens recentes

Parabéns...

Minha querida India...

Amor incondicional...

Amor incondicional...

Procurando...

Coisas que eu sei...

Ora pois...

El comandante...

You and I...

...

Até amanhã, camarada...

Um ano mais....

Dias felizes...

O menino e o cão...

Hoje é sexta feira 13...

25 de Abril sempre?

O tempo e saudade...

Olá...

Até já...

Recordar-te...

Vadiagens guardadas

Janeiro 2016

Novembro 2015

Março 2014

Janeiro 2014

Outubro 2013

Junho 2013

Maio 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Julho 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Setembro 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

antros de perdição
sons vadios...

Search Video Codes
blogs SAPO
subscrever feeds