Quando eu morrer, dá-me um cravo vermelho, simbolo da liberdade, e leva-me ao mar. Não chores, a vida é o que mais bonito temos e eu procurei sempre viver a minha da forma mais pura possível... Porque sei sorrir e sei chorar... Bem-vindo sejas...
Segunda-feira, 31 de Março de 2008
Amor vadio...

 

 

 

Por amar uma mulher me fiz vadio, por amar uma mulher um dia deixarei de o ser...



vadiado por homem de negro às 00:30
Ligação vadia | Vadia para mim | Vadiagens (8)

Domingo, 30 de Março de 2008
E o amor?

 

 

 

O amor é tão lindo...



vadiado por homem de negro às 00:30
Ligação vadia | Vadia para mim | Vadiagens (1)

Sábado, 29 de Março de 2008
Efemérides vermelhas...

 

 

Rui Costa, 36 anos...

Parabéns maestro, obrigado por tudo...



vadiado por homem de negro às 00:30
Ligação vadia | Vadia para mim

Quinta-feira, 27 de Março de 2008
Estrada para lado nenhum...

 

 

     Não deixo de sorrir de cada vez que passo neste local e olho para esta estrada que termina abruptamente num monte e tem, mesmo assim, junto ao início da encosta, uma passadeira. Fico a pensar que deve andar por aí gente a trabalhar nestas coisas que não deve ter as "quartas bem medidas" e que ao fazerem um serviço destes não tiveram a noção de ridículo ...

     Assemelha-se esta estrada ao estado que atravessa o nosso país, como se o caminho que levamos não tivesse saída, mas toda a gente assobiasse para o lado, como se não fosse nada com eles. Esta última descida de 1% no  iva é uma coisa então de se bradar aos céus, hoje não cabo em mim de contente ao ver o quanto a minha vida vai melhorar com esta descida. Honestamente, eu que sou um gajo com "as quartas bem medidas", estava bem capaz até de recusar este mimo dos xuxalistas, no sentido de não prejudicar a merda do défice não sei das quantas...

     A sério, como já sei que alguém se vai governar com isto mas que não vou ser eu, então é melhor ficar para o governo, basta ver o caso dos ginásios para saber perfeitamente que o xico-esperto português vai abotoar-se e nada mudará. Existe, no entanto, uma critica mais abrangente, no fundo uma desconfiança, que é necessário fazer e que tem a ver com a atribuição desta benesse 15 dias depois do Sócrates dizer que não era possível baixar impostos. Em que ficamos então? É possível ou não baixar os impostos antes de chegarmos às eleições?

     Acho que isto traz água no bico, deve ser mais uma dessas operações de marketing que estes indivíduos são especialistas em fazer para atirar areia para os olhos ao Zé e a seguir cravarem-nos mais uma farpa no já nosso muito debilitado sistema de defesas. Mas o Zé gosta, que aceita a hipocrisia de lhe baixarem 1% no iva quando antes lhe subiram 2% sem se manifestar. Ou então, vem aí uma qualquer medida dessas à maneira destes filhos-da-puta (com o devido respeito pelas mães do senhores) dos xuxalistas que parecem irreais e que levam os velhinhos lá do PS a benzerem-se com a mão esquerda e a dizerem que "não era este o PS que eu queria"...

     Aguardem pela pancada, ela deve vir a caminho. Seja a mexer no código do trabalho, seja a aumentar especulativamente os combustíveis, seja a acabar com o sistema nacional de saúde do António Arnaut, seja a abrir caminho para os exploradores do povo voltarem a assumir posições esclavagistas na nossa sociedade, assistimos a um PS auto-fágico a devorar os seus valores e os seus princípios. A direita não faria melhor, o socialismo está hoje completamente na gaveta e os que tal facto denunciam são paulatinamente desvanecidos, como querem fazer com Manuel Alegre, um dos poucos que ainda ousa erguer a voz...

     A democracia e os direitos que ela nos trouxe estão seriamente ameaçados por esta gente que se apropriou do poder, que só vêem números, para quem as pessoas não contam. A liberdade, quer pessoal, quer de expressão, começa a ser seriamente atacada, atente-se nas questões dos piercings e nos textos que algumas pessoas ousaram escrever acerca do primeiro ministro. Acordem gentes, toquem os sinos a rebate, tragam de novo a revolução para as ruas, quebrem amarras e grilhetas, se deixarem que este estado de coisas se mantenha, voltaremos a ter uma espécie de salazar  a governar-nos, este com uma maldade infinitamente mais apurada... 

   Andando lá pelo Bairro Alto numa destas noites, encontrei uma t-shirt que dizia o seguinte: "Vamos votar nas putas, já votamos nos filhos e foi o que se viu". Porreiro, pá, o raio de uma frase tão simples que faz um sentido danado e que me coloca, valha-nos isso, um sorriso no rosto. Tal como aquele pedaço de estrada que não leva a lado nenhum...

 

      

 



vadiado por homem de negro às 15:07
Ligação vadia | Vadia para mim | Vadiagens (1)

Segunda-feira, 24 de Março de 2008
O meu artista favorito...

 

Mais dois trabalhos de pintura do mestre lá de casa, aqui em versão de papel grande...

 

Um dia de sol:

 

 

 

E um dia de chuva...

 



vadiado por homem de negro às 15:23
Ligação vadia | Vadia para mim | Vadiagens (2)

Domingo, 23 de Março de 2008
Brincamos?

 

 

     O dia do Pai foi assim a modos como os outros dias em que partilhamos brincadeiras, com a diferença que foi lá na escolinha, a meias com outros pais e com a passarada toda. E por acaso existe melhor momento do que aquele em que partilhamos um sorriso ou um abraço com um filho?

 

 

 

 



vadiado por homem de negro às 14:53
Ligação vadia | Vadia para mim

Sábado, 22 de Março de 2008
Seja como for...

 

 

Deixo por aqui votos de um excelente fim de semana, cada um que o goze de acordo com a sua religião... Façam um favor a vós próprios e sejam felizes...



vadiado por homem de negro às 00:30
Ligação vadia | Vadia para mim | Vadiagens (10)

Sexta-feira, 21 de Março de 2008
E que fazer?

http://www.youtube.com/watch?v=X3AciTiIZHQ

 

 

 

     Não sei o que me espera em relação ao meu filho, mas a verdade é que espero que ele não seja tão vazio e futil como esta miuda e como os colegas que a rodeiam. É para esta pobreza de espírito que travamos uma imensa luta a criar um filho? Não creio que seja para tal, mas é bem visível que a educação desta miúda deve ter ficado pelo caminho e que falta ali muita psicologia tradicional, à moda dos meus pais...

     Este vídeo apenas reforça, no fundo, o meu conceito de que  educação deve ser dada pelos pais e a formação pelos professores, não podemos deixar de fazer a nossa parte e esperar que as escolas reparem os nossos erros. Uma certeza tenho, é que se fosse minha filha e eu visse uma cena destas, ela ia arrepender-se amargamente, como diria o meu filhote, "não escapava de uma tareia à moda antiga"...

     Porque, quer queiramos, quer não, este é um comportamento que embora não seja violento, demonstra uma total falta de noção de ridiculo, de valores e de respeito para com uma professora que, saliente-se, manteve uma frieza notável perante a situação e perante a histeria da menina...

     Melhores dias virão, acho eu, que isto não está mesmo fácil...



vadiado por homem de negro às 00:30
Ligação vadia | Vadia para mim | Vadiagens (4)

Quinta-feira, 20 de Março de 2008
Em meu nome não...

 

    

     Cumprem-se hoje 5 anos sobre a invasão ilegal do Iraque pelas forças norte-americanas e pelos seus aliados, nomeadamente o estado português, ilegal porque simplesmente foi dita como necessária face a uma mentira que os estados invasores criaram. Durante este tempo, a invasão do Iraque não trouxe a prometida paz e democracia, mas sim morte, destruição de infra-estruturas e aumento da miséria que já existia anteriormente no país, o crescimento de ajustes pessoais entre etnias e o aumento desmesurado de refugiados.

     Por alguma razão e "castigado" o líder iraquiano e seus seguidores, o país se levanta em armas contra as tropas invasoras, estranha forma de agradecer a liberdade. As mentiras são agora evidentes e aquela que foi apresentada como uma guerra para combater o terrorismo e posteriormente como sendo de libertação, mais não é do que uma guerra de ocupação com o sentido de controlar as riquezas naturais do país e poder encontrar um novo "fornecedor amigo" do petróleo que os americanos alegremente desperdiçam.

     Isto para além do facto de, desde o início da guerra, estima-se, as grandes empresas americanas e britânicas terem já ultrapassado largamente dois biliões de dólares em contratos de prestação de serviços e fornecimentos, a dita reconstrução. Coisas menores, certamente, e de gente com bom coração. Por último, irónicamente ou talvez não, o Iraque é agora o grande palco mundial de actuação da Al Qaeda...

     De facto, esta guerra limitou-se a substituir um ditador assassino e mau por um governo fantoche na sombra do qual se movem outros ditadores igualmente assassinos e maus, como serão Bush e Blair, que usaram da mentira e da perfídia para se apoderarem do que não é seu. Se Saddam  praticou crimes contra a humanidade, porque não foi julgado no Tribunal Penal Internacional? 

     A mim, passados que estão estes cinco anos, afigura-se-me que Bush e Blair não são diferentes e não passam de criminosos de guerra, face às motivações que se sabe agora que não existiram, porque não hão-de um dia ser julgados no mesmo TPI? É sintomática a observação de um iraquiano perante as câmaras de televisão portuguesa ontem: "tiraram-nos um ditador para nos darem muitos"...

     Os números dados à estampa o ano passado eram estes: desde o início da guerra morreram 655.000 iraquianos, 3.400.000 tornaram-se refugiados, 90% do povo iraquiano considerava que estava melhor antes da guerra e 71% queria a retirada imediata dos ocupantes, 59% dos americanos considerava esta guerra um erro e 57% desejava a retirada imediata, 61% dos britânicos queria a retirada imediata dos seus soldados do teatro de operações e, finalmente e não menos revelador, 72% das tropas americanas presentes no Iraque desejavam o final imediato da guerra...

     Os números deste ano dizem simplesmente que, estima-se, até ao momento a guerra custou às forças coligadas 4.300 vidas e 30 mil feridos, aos americanos mais de 3 biliões de dólares, aos iraquianos perto de um milhão de vidas. Mais, a guerra do Iraque custa mensalmente qualquer coisa como 12 mil milhões de dólares, o que este dinheiro não faria pela paz do mundo... 

     Não vi estatísticas como as do ano passado, se calhar não interessam, mas vi uma colina em Lafayette, na Califórnia, adornada por milhares de cruzes brancas. Será por isso que 65% da população americana desaprova esta guerra e metade está convencida que o Iraque será outro Vietname?

     Até quando vai o mundo permitir que estes arruaceiros continuem a ditar leis e invasões a seu bel-prazer? Até quando vai o mundo permitir que eles definam a politica mundial em função dos interesses das suas empresas? Até quando vai o mundo permitir que os Estados Unidos desbaratem recursos naturais e destruam o meio ambiente em nome da sua qualidade de vida? Até quando vai o mundo permitir que eles "comam tudo e não deixem nada"?

     Até quando?



vadiado por homem de negro às 11:01
Ligação vadia | Vadia para mim | Vadiagens (2)

Quarta-feira, 19 de Março de 2008
Dia do Pai...

 

     Hoje à tarde vou brincar com o meu filho e os outros meninos lá na escolinha... Vai ser fixe ver os cotas todos a dar o litro para acompanhar os putos... Já sei que vou andar numa roda-viva para cá e para lá, de volta da passarada, até me sentar no chão sem fôlego e eles saltarem para cima de mim a gritar "montanha"... E à noite vamos para os copos os dois...

     Neste aspecto, eu sou feliz todos os dias, mesmo quando o meu filho está com a mãe, porque sei que ele está por perto. Tenho a liberdade de o ir visitar quando me apetece, por questões de trabalho da mãe ele passa comigo mais tempo do que com ela, conseguimos desenhar a sua alegria todos os dias, conseguimos gerir a nossa relação em função do maravilhoso filho que temos...

     No entanto, não me esqueço de todos os pais que devido à falta de bom senso não podem ser pais neste que é o seu dia, aqui deixo ficar um abraço de solidariedade e desejo que um dia possam ser ainda mais felizes do que eu. Porque há por aqui muitos companheiros que hão-de, às escondidas, deixar cair uma lágrima fugidia quando virem passar uma criança feliz mais o seu pai...

     Um abraço companheiros e muita força...



vadiado por homem de negro às 10:17
Ligação vadia | Vadia para mim | Vadiagens (4)

Terça-feira, 18 de Março de 2008
Saber amar...

 

 

 

 

 

O importante não é a quantidade de vezes que fazes amor comigo, o importante são as vezes que, a seguir, me passas a mão pelo cabelo...



vadiado por homem de negro às 18:23
Ligação vadia | Vadia para mim | Vadiagens (4)

Sexta-feira, 14 de Março de 2008
Saudades da primária...

 

 

 

    Franqueei as portas da escola, de alguma forma fez-me lembrar os meus tempos de menino, o ir de bibe para a escola, o recreio e o jogar à bola, os arraiais de porrada que eu apanhava do Pastel e do Batatinha, as vinganças no Seninho e no Armindo, o jogo do prego, da carica e do berlinde, o professor Peras a rapinar os putos de todas as classes para um jogo de futebol caótico em que, na maior parte das vezes, ainda havia uns desaguisados prontamente sanados pelo "mister". É que os pés, devidamente forrados, a botas de sebo, deixavam algumas mossas e nódoas negras quando batiam nas canelas...

     Ainda hoje me vêm essas recordações à mente nos dias em que vou ver a Tuna, que ocupa agora a velha Escola Primária, daquelas antigas de duas salas com bandeira ao meio. Já não me lembro se cantávamos o hino, sou de 69, mas lembro-me da professora Maria Adelaide, de todos os mestres que cruzaram a minha vida, é o rosto dela que se mantém. De facto, moldou-me o carácter, ensinou-me honestidade, abriu-me o caminho para crescer, algumas vezes com aquela régua de madeira que muitos de nós se lembram quando a classe era varrida por uma distribuição geral...

     É verdade, abre-se um novo capítulo na minha vida, a semana passada fui ao agrupamento de escolas matricular o meu homenzito, lá para Setembro já vai para a Escola Primária, o agora chamado 1º Ciclo, que fica aqui bem pertinho do meu escritório, da minha janela vejo os meninos sair todos os dias para almoçar ali mais abaixo na Escola Secundária. Já visitei as instalações, o edifício é muito bonito, mas falta o espaço de recreio. No entanto, no agrupamento disseram-me que talvez seja o ultimo ano nesta escola por causa disso mesmo, é preferível levá-los para a escola principal porque lá há muito espaço por onde correrem e crescerem mais saudavelmente...

     Sei bem que as experiências serão outras, como é normal, mas acho que é a Escola Primário que nos começa a direccionar para a vida, que nos faz começar a pensar em nós próprios como entidades individuais e com responsabilidade, algo que a escolinha (infantário) começa a preparar mas que aqui se desenvolve em pleno. Eu gostei muito desta fase da minha vida, de receber o fotógrafo para as fotos da praxe (que admiração sentia), é certo que das reguadas não gostava mesmo nada mas fizeram parte do processo, adorava ir em visitas de estudo ou simplesmente passear à serra, aos moinhos, ver as flores e os medronheiros, enfim, acho que posso dizer que tenho saudades...

     Primeira preocupação do meu filho: "Pai, acho que não vou gostar da Escola Primária porque temos de fazer os deveres. E depois quando é que eu brinco?". Resposta do "velhote": "Eh pá, tens de dividir bem o tempo e vais ver que dá para tudo. E mais, imagina lá quando já souberes ler sozinho as histórias que eu te conto? Depois, lês tu para mim." Essa parte agrada-lhe, respondeu logo "Ah pois, disso já gosto, ficas aqui deitado que eu leio para ti. E atenção que eu faço perguntas"...

     Adivinha-se uma nova fase na nossa vida, numa altura em que espero que as coisas andem mais calmas em relação aos professores, creio que por agora há muita falta de respeito quer de governantes, quer de pais, por uma profissão que devia ser dignificada. E quero mesmo dizer dignificada, não glorificada, que também por lá se encontram coisas menos boas, como em todas as profissões. No entanto, parece-me que 100 mil pessoas na rua a protestar devem querer dizer alguma coisa...

     Por mim, entendo que ser professor não deve ser fácil, aturar filhos dos outros ainda por cima a maior parte das vezes crianças sem qualquer educação, sem regras, sem respeito, não deve ser mesmo pêra doce. Porque, quer queiramos, quer não, muitos de nós pais empurramos para os professores a educação dos nossos filhos e as coisas não são assim, não devem ser assim. A educação compete aos pais, a formação compete aos professores, tão simples como isso, enquanto a mentalização não for feita nesse sentido, as relações tenderão para a deteriorização...

     Mas isso são outros quinhentos, por agora deixa-me cá pensar que o meu filhote já vai para a primária. Está um homem, este puto, teimoso como o raio que o parta, mas igualmente tão encantador e companheiro...

  

 

 



vadiado por homem de negro às 10:42
Ligação vadia | Vadia para mim | Vadiagens (2)

Quinta-feira, 13 de Março de 2008
Pensamentos vadios...

 

 

Somos feitos de estados de alma que mudam ao sabor da vida e o que hoje pode ter uma importância enorme, amanhã mais não é do que a experiência do caminho...



vadiado por homem de negro às 09:52
Ligação vadia | Vadia para mim | Vadiagens (2)

Segunda-feira, 10 de Março de 2008
Dias meus...

 

 

     Não defini propriamente o caminho, simplesmente entrei e comecei a ver quem por aqui andava. Almas alegres, felizes, vadias, errantes, perdidas, doridas, almas que albergaram a minha igualmente vadia e que fui deixando fazer parte de mim, algumas ainda hoje são tão importantes na minha modesta existência. A pouco e pouco deixei de ser o desconhecido que falava de tristeza e de lágrimas para passar a ser homem de quem valia a pena ser amigo porque tinha muito para dar e mais ainda para receber.

     Apaixonado pelo crescimento do meu filho e pelas experiências que lhe posso proporcionar, acabei por deixar aproximar pessoas com experiências parecidas, com tantas coisas para me contar, para me ensinar como ser ainda melhor pai. Talvez esse tenha sido o meu erro, nunca vejo maldade lá fora, acho sempre que todos são impecáveis e gente boa, no fundo que são o meu conceito de "boa onda" (isto é muito relativo entre nós seres humanos)...

     E, assim sendo, deixei aproximar pessoas que, no fundo, mais não eram do que gente vazia de verdade e sem se conhecerem a si próprios, que faz de aldrabices, manipulações, esquemas e fingimentos a sua forma de viver a vida, de construir o mundo lá fora, de darem sentido à falta de sentido que rege as suas existências. Não que eu seja melhor que os outros, nunca tive essa presunção, também sou um filho-da-puta para algumas pessoas, também digo algumas mentiras de vez em quando, especialmente nos meus relacionamentos com o sexo oposto, aí talvez mais pelo facto de não ter que magoar pessoas que até têm algum sentimento por mim...

     No fundo é uma espécie de protecção, mas é o facto de ser vadio e sem amarras que me faz assim, embora saiba que, um dia, quero voltar a ter amarras e a ser de uma pessoa só. Considero-me bastante transparente, não totalmente é claro, mas dou-me bastante, passando pelo meu cantinho muitos sabem o que me dói, o que me faz chorar, o que me traz um sorriso, o que me deixa feliz...

     Isto, simplesmente para dizer que haverá pessoas que dificilmente voltarão a entrar no meu mundo. Respeito quem erra e depois, com o tempo a mediar as nossas mentes, saiba reconhecer que "não correu lá muito bem", eu próprio também erro tantas vezes e faço um esforço danado para corrigir esses erros (nem sempre o consigo como é bom de ver), sou dado a segundas e terceiras oportunidades e ao mais que vier...

     Isto porque somos feitos de estados de alma que mudam ao sabor da vida e o que hoje pode ter uma importância danada, amanhã mais não é do que experiência de vida. Por isso acho que nunca odiei, por isso o rancor me passa com tanta rapidez, por isso me afasto quando acho que não vale a pena. Não quero fantasmas, apenas distância de quem sei que não me faz bem, até posso estar errado em relação a essas pessoas, talvez o tempo venha a mostrar-me que assim é, mas entretanto protejo-me, apenas isso...

     Isto porque simplesmente não estou à venda, demonstrem-me por actos que são gente de verdade e poderão contar comigo para que nos possamos ajudar uns aos outros. Doutra forma, não parem por aqui que prefiro seguir sozinho do que levar a minha vida a preocupar-me se aqueles que vão a meu lado são ou não de confiança. Para que não tenha de julgá-los, eu que tantos defeitos tenho e a quem não assiste o direito de julgar ninguém...

     Isto também porque desde o dia em que entrei aqui até hoje eu sei que tenho sido um felizardo nas amizades que tenho criado e pretendo manter esse sentimento. E o mundo dá para nós todos, basta cada um seguir o seu caminho...

     A gente vê-se por aí...

 

 

 



vadiado por homem de negro às 11:09
Ligação vadia | Vadia para mim | Vadiagens (7)

Sábado, 8 de Março de 2008
Para ti...

 

Isto é para ti que me amas, que me encantas, que me beijas, que me mimas, que me acarinhas, que me ralhas, que me trais, que me gritas, que tens ciúmes, que és possessiva, que queres partir, que queres voltar, que és inquieta, que me magoas, que queres ser livre, que queres voar, que queres tudo, que muito exiges, que nada desejas, que em troca de nada te entregas, que passeias de mão dada comigo, que despes teu corpo para mim, que me possuis, que és mimada, que pensas que o mundo gira à tua volta, que te deitas no meu colo, que repousas a cabeça no meu peito, que me dás o teu cabelo para o passear dos meus dedos, que és senhora do teu nariz, que me olhas profundamente, que choras, que me fazes chorar, que limpas as minhas lágrimas, que vadias comigo, que me sorris, que me estimulas, que me fazes viver, que partes o meu coração, que colas os seus pedacinhos, que me amparas, que conversas comigo até altas horas da noite, que me dás conselhos, que me pedes que te aconselhe, que me deitas fora, que me namoras, que de mim te enamoras, que me levas ao mar, que te entregas, que me deixas entrar em ti, que vais ao futebol comigo, que ouves a musica a meu lado, que me fazes gritar de prazer, que esgotas o meu corpo, que me fazes sentir vivo...

Isto é para ti mulher... 



vadiado por homem de negro às 12:39
Ligação vadia | Vadia para mim | Vadiagens (2)

Sexta-feira, 7 de Março de 2008
Momentos iguais...

 

 

Existem sempre dois momentos na vida em que somos todos iguais: ninguém vem vestido, ninguém vai de olhos abertos...


vadiado por homem de negro às 00:30
Ligação vadia | Vadia para mim | Vadiagens (3)

Quarta-feira, 5 de Março de 2008
Estou que nem posso...

 

 

     Saúde-se a reabertura do tasco do meu amigo Zé Figueiredo, fechado para obras durante os últimos dias. A casa está bonita e airosa, remodelada e pintada, com os petiscos da Isaurinha a saírem à maneira, como este cozidinho de hoje acompanhado (para mim) com o branquinho caseiro, broa, sopa (excelente, daquela que as meninas não comem de certeza nas pastelarias), tudo rematado por um pudim caseiro de estalo e o respectivo cafezinho...

     Isto tudo pela módica quantia de 6 euros, preço muita apetecível em função da qualidade da comida, da simpatia do Zé e do sorriso da Isaura ("queres mais um bocadinho?"). A casa é pequenina mas quem lá habita é gente de bom coração, é terra de comunas mas todos são bem recebidos, venham de onde vierem. E as guerras por causa do futebol? Bem...

     Come-se ao balcão, lado a lado, frente a frente, com conversas cruzadas, assuntos dispares, gargalhadas soltas, muitas cumplicidades. E o vinho sempre a correr...

     Pode ser que a malta um dia se veja por lá...



vadiado por homem de negro às 18:20
Ligação vadia | Vadia para mim | Vadiagens (2)

homem de negro
Procurar vadiagens
 
Janeiro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


Vadiagens recentes

Parabéns...

Minha querida India...

Amor incondicional...

Amor incondicional...

Procurando...

Coisas que eu sei...

Ora pois...

El comandante...

You and I...

...

Até amanhã, camarada...

Um ano mais....

Dias felizes...

O menino e o cão...

Hoje é sexta feira 13...

25 de Abril sempre?

O tempo e saudade...

Olá...

Até já...

Recordar-te...

Vadiagens guardadas

Janeiro 2016

Novembro 2015

Março 2014

Janeiro 2014

Outubro 2013

Junho 2013

Maio 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Julho 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Setembro 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

antros de perdição
sons vadios...

Search Video Codes
blogs SAPO
subscrever feeds