Quando eu morrer, dá-me um cravo vermelho, simbolo da liberdade, e leva-me ao mar. Não chores, a vida é o que mais bonito temos e eu procurei sempre viver a minha da forma mais pura possível... Porque sei sorrir e sei chorar... Bem-vindo sejas...
Sexta-feira, 24 de Dezembro de 2010
Porque é Natal...

 

 

 

 

 

     Entra o ano e sai o ano e cá vamos tocando o barco que é a nossa vida. A minha vai boa, o emprego mantém-se, o filho lá vai correndo e até o amor veio fazer das suas. Sou, por natureza, positivo, apesar de haver dias mais cinzentos, tento sempre que estes não roubem a luz dos outros dias que fazem a minha vida. Simples, sempre, que de coisas simples é feita a vida deste homem. Menos negro, agora, porque também sei quando o tempo é de sorrir...

     A árvore deste ano é um pinheiro a sério e as prendas já lhe enchem a base. Mais logo há bacalhau com batatas, cenouras, couves, ovos e pão caseiro. Um Muralhas a acompanhar que cá em casa a preferência vai para os brancos e verdes, velhoses ali da vizinha (que saudades da minha velhota e dos seus coscorões), doces e chocolates para sobremesa e, mais importante que tudo, a companhia do meu filho e do meu pai...

     Fica um recordar dos meus que já partiram e de outros que a vida apartou de mim. Nunca me esqueço de quem cruzou a minha vida, nunca deixo de pensar todos os dias nas pessoas que me ajudaram com a sua existência. Esta noite, com todas as outras noites, algures, haverá sempre alguém que hei-de recordar com saudade. Porque vida é feita de ir e vir e vamos vivendo nos intervalos...

     Cá vamos, companheiros e companheiras. Votos de um Feliz Natal, de um Ano Novo melhor que este que vai findando e de muita saúde. Não se esqueçam de amar porque a vida sem o tempero de gostar de alguém perde muito do seu sentido. E eu quero muito, no fundo queremos todos, ser o mais feliz possível. Um dia de cada vez...

     Boas festas. A gente vê-se por aí...

 

 

 

 



vadiado por homem de negro às 18:32
Ligação vadia | Vadia para mim

1 comentário:
De Helena a 27 de Dezembro de 2010 às 10:59
É isso mesmo, valorizar a vida, os afectos e a família, também vivo assim.

Desejo-lhe tudo de bom.

Um abraço

Helena


Comentar este texto vadio

homem de negro
Procurar vadiagens
 
Janeiro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


Vadiagens recentes

Parabéns...

Minha querida India...

Amor incondicional...

Amor incondicional...

Procurando...

Coisas que eu sei...

Ora pois...

El comandante...

You and I...

...

Até amanhã, camarada...

Um ano mais....

Dias felizes...

O menino e o cão...

Hoje é sexta feira 13...

25 de Abril sempre?

O tempo e saudade...

Olá...

Até já...

Recordar-te...

Vadiagens guardadas

Janeiro 2016

Novembro 2015

Março 2014

Janeiro 2014

Outubro 2013

Junho 2013

Maio 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Julho 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Setembro 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

antros de perdição
sons vadios...

Search Video Codes
blogs SAPO
subscrever feeds