Quando eu morrer, dá-me um cravo vermelho, simbolo da liberdade, e leva-me ao mar. Não chores, a vida é o que mais bonito temos e eu procurei sempre viver a minha da forma mais pura possível... Porque sei sorrir e sei chorar... Bem-vindo sejas...
Terça-feira, 23 de Março de 2010
Queremos mais...

 

(fonte: sapo)

     Feitas as visualizações e leituras de tudo o que se disse acerca deste jogo, salientam-se apenas a violência estúpida e sem sentido da parte dos adeptos e a emoção de Jorge Jesus na hora de dedicar a vitoria, não conseguindo segurar as lágrimas quando dedicou a Taça Carlsberg ao pai, que se encontra bastante doente. Em relação ao resto, pareceu-me que Jesualdo Ferreira, com o devido respeito, não viu o mesmo jogo que o resto do pessoal. Nem ele, nem o árbitro que não conseguiu ver as sucessivas agressões de Bruno Alves a tudo o que fosse vermelho, deixando os adeptos benfiquistas a questionarem-se como é que um jogador como este, com o mau perder e mau carácter que apresentou, chega ao final do jogo sem ser expulso. Um digno sucessor de Paulinho Santos...

     Quanto à análise do jogo, propriamente dita, foi evidente a superioridade e regularidade do Benfica, de resto patente ao longo da época, permitindo-nos a nós simples adeptos, daqueles que gostam do futebol apenas pelo futebol, acalentar a esperança de este ano ser o ano da águia. É verdade que o frango do guarda redes azul e branco nos abriu o caminho, mas o pontapé de Carlos Martins é fabuloso em qualquer parte do mundo e a clarividência de Cardozo, na hora de aproveitar um ressalto, é igualmente fantástica. Quanto ao resto, são as formiguinhas e os homens do fato-de-macaco a trabalhar, mesmo os jogadores ditos de segunda linha demonstraram que têm valor para serem de primeira. E são-no, seguramente, como ficou bem patente na primeira parte do jogo, mas aí também é evidente a qualidade do treinador...

     Ganhámos porque jogámos mais, fomos melhores e não houve, desta vez, jogadas duvidosas daquelas que levam os adversários a dizer que somos levados ao colo. Ganhámos porque a nossa equipa dominou completamente o jogo, basta referir que o Porto na segunda parte nunca conseguiu sequer chegar à nossa área, mérito do menino David e do Girafa. Ganhámos porque o nosso meio campo foi brutal não permitindo ao adversário as transições ofensivas que eram uma imagem de marca. Ganhamos porque o Kardec, mesmo não marcando, e à semelhança de Oscar Cardozo, sabe levar atrás de si a defesa. Ganhamos, porque sim e porque foi sem espinhas...

     E a imagem das trombas de Pinto da Costa e Reinaldo Teles no camarote foi sublime, ver este individuo obrigado a meter a bola no saco depois das sucessivas tareias que tem levado este ano e das humilhações que tem sofrido, é algo de espectacular. A arrogância paga-se, mais dia menos dia. Quer se queira, quer não, o Porto está irreconhecível, creio que se fechou o ciclo do seu treinador e que é tempo de começarem a olhar para uma época bastante má com olhos de ver e não a atirar culpas para fora, como é hábito. Mau hábito, que também não gosto de ver nos meus, mas eles lá saberão, por mim podem continuar assim nas próximas épocas...

     Por agora, festejamos esta jarra, que foi bastante desvalorizada pelo adversário, e ficamos à espera do resto, se ganharmos ao Braga, o que eu acredito ser possível, então o resto do campeonato será um passeio. E a Liga Europa também está ao alcance, embora aí os adversários sejam de nomeada. E então se apanharmos árbitros como o que apitou o jogo conta o Marselha, será mais difícil ainda. Mas não é impossível, só temos de jogar o dobro. Temos o direito de sonhar, como é óbvio, mas sempre com os pés assentes na terra porque é passo a passo que se constrói qualquer caminho...

     No entanto, como este blog apregoa o fair-play aqui fica a nossa contribuição para o novo patrocinador do Porto na próxima época. Não precisam de agradecer, roubei algures na net...

 

     Saudações benfiquistas. A gente vê-se por aí...

  



vadiado por homem de negro às 02:46
Ligação vadia | Vadia para mim

1 comentário:
De Dylan a 23 de Março de 2010 às 10:34
Também quero mais. Se possível, em Maio, tornar a ver a cidade do Porto vestida de vermelho. Sublime!


Comentar este texto vadio

homem de negro
Procurar vadiagens
 
Janeiro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


Vadiagens recentes

Parabéns...

Minha querida India...

Amor incondicional...

Amor incondicional...

Procurando...

Coisas que eu sei...

Ora pois...

El comandante...

You and I...

...

Até amanhã, camarada...

Um ano mais....

Dias felizes...

O menino e o cão...

Hoje é sexta feira 13...

25 de Abril sempre?

O tempo e saudade...

Olá...

Até já...

Recordar-te...

Vadiagens guardadas

Janeiro 2016

Novembro 2015

Março 2014

Janeiro 2014

Outubro 2013

Junho 2013

Maio 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Julho 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Setembro 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

antros de perdição
sons vadios...

Search Video Codes
blogs SAPO
subscrever feeds