Quando eu morrer, dá-me um cravo vermelho, simbolo da liberdade, e leva-me ao mar. Não chores, a vida é o que mais bonito temos e eu procurei sempre viver a minha da forma mais pura possível... Porque sei sorrir e sei chorar... Bem-vindo sejas...
Quarta-feira, 13 de Janeiro de 2010
Meros oito anos...

 

 

     Não tenho medo de desnudar a minha alma, de escrever com sabor a tristeza, com cheiro a lágrimas e a terra molhada. Nunca quis mais deste local do que poder colocar as minhas coisas, boas e más, como um porto de abrigo que guarda o meu ser. É um local publico porquanto aqui vem deixar de si muitas pessoas e levar de mim aquilo que eu puder oferecer. Sempre com um sorriso porque sorrir é a essência deste homem e porque sorrir é uma coisa simples e de coisas simples se faz o meu dia...
     Por isso hoje sorrio, de alegria, de carinho, de amor, de estar bem. Porque, há oito anos atrás por volta desta hora, pegavas no meu dedo e apertava-lo entre os teus e eu chorava. De alegria e felicidade por um dos momentos mais marcantes da minha vida e da minha existência tantas vezes solitária e triste. Porque quando se tem um filho, nunca mais a solidão fará parte dos nossos dias. Porque nessa hora, tal como agora, as lágrimas eram de felicidade...
     Oito anitos, meu pequeno homem. Oito anitos, meu filho. Sabem a tanto e a tão pouco porque ainda há tantas coisas que eu tenho para te ensinar, tantos abraços para partilhar, tanto caminho para fazermos juntos, tanto sorriso para oferecermos um ao outro. É que, sabes, como te digo tantas vezes, "Uma coisa bem feita, fica sempre bem feita. Uma coisa mal feita, tem de voltar a ser feita. Mas, muitas vezes, aprender é fazer o caminho novamente"...
     De facto, o tempo voa, mas todas as coisas que vivemos até agora reforçam-me a vontade de continuar a ver-te crescer feliz e saudável, de continuar a lutar todos os dias para que sorrias para mim e me faças feliz. Porque na luz do teu sorriso habita o meu mundo, porque me guias, porque és tudo para mim, porque a vida a teu lado continua a ser uma descoberta... Porque simplesmente... Como quando te acarinho nos meus braços e te digo "A tua sorte é que eu gosto muito de ti"...
     Oito anos, puto. Brutal. Amo-te...


vadiado por homem de negro às 01:49
Ligação vadia | Vadia para mim

5 comentários:
De Helena a 14 de Janeiro de 2010 às 14:59
Atrasados, eu sei, mas muitos parabéns para ele e para si!

Acho uma ternura a forma como fala do seu filho, da sua mãe, enfim, da sua vida.

Parabéns puto, pela vida e por o pai que tens, sabes, é que a maneira com que ele fala de ti dá para ver que te ama de paixão. És um sortudo, sabias?

Parabéns a si, venham mais, todos os anos com o seu menino, adolescente, adulto.

Beijinhos e tenham um dia bem passado e uma vida recheada de coisas só boas.

Helena


De GUI a 13 de Janeiro de 2010 às 17:48
UM GRANDE BEIJINHO DE PARABENS PARA TI E PARA O TEU FILHOTE COMPADRE.
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

UM GRANDE BEIJINHO DE PARABENS PARA TI E PARA O TEU FILHOTE COMPADRE. <BR class=incorrect name="incorrect" <a>fORÇA</A> HOMEM


De Eusinha a 13 de Janeiro de 2010 às 17:01
Parabéns aos dois.
Não sei qual dos dois deverá estar mais orgulhoso do outro, sei apenas que são lindos e que merecem ser muito felizes.
Beijo duplo


De __ a 13 de Janeiro de 2010 às 10:21
Bom dia. E que dia bom!

Parabéns ao puto pelas 8 primaveras. Muitas e felizes aprendizagens, partilhas, brincadeiras, birras, lágrimas, sorrisos, blá, blá, blá...

Parabéns ao pai. (O puto é parecido contigo, pá).

Beijos (hoje podem ser) felizes.


De Genny a 13 de Janeiro de 2010 às 09:24
Bom dia pai babado!
Tens razão, eles são a luz da nossa vida!
Parabéns aos dois e tudo de bom para o teu menino!


Comentar este texto vadio

homem de negro
Procurar vadiagens
 
Janeiro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


Vadiagens recentes

Parabéns...

Minha querida India...

Amor incondicional...

Amor incondicional...

Procurando...

Coisas que eu sei...

Ora pois...

El comandante...

You and I...

...

Até amanhã, camarada...

Um ano mais....

Dias felizes...

O menino e o cão...

Hoje é sexta feira 13...

25 de Abril sempre?

O tempo e saudade...

Olá...

Até já...

Recordar-te...

Vadiagens guardadas

Janeiro 2016

Novembro 2015

Março 2014

Janeiro 2014

Outubro 2013

Junho 2013

Maio 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Julho 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Setembro 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

antros de perdição
sons vadios...

Search Video Codes
blogs SAPO
subscrever feeds