Quando eu morrer, dá-me um cravo vermelho, simbolo da liberdade, e leva-me ao mar. Não chores, a vida é o que mais bonito temos e eu procurei sempre viver a minha da forma mais pura possível... Porque sei sorrir e sei chorar... Bem-vindo sejas...
Quinta-feira, 9 de Abril de 2009
Esta dor em mim...

 

 

 

6/8/1932 - 7/4/2009

 

 

     Descansa em paz, minha mãe. Já não há mais dores nem mais sofrimento. Foste ter com a minha manita, ela agora cuidará de ti porque mais eu já não posso...

     Cuidem vocês duas de mim, que eu não sei o que fazer com tanta dor e tanta lágrima, que eu não sei o que fazer de mim, que eu não sei o que fazer do tanto que vos amo, do tanto que já não tenho...

     Um dia, eu sei, havemos todos de ver-nos por ai. E seremos felizes. Mas hoje doi demais, hoje sinto-me tão destruído, tão vazio...

     Adeus, mãe. Até sempre. Amo-te.

 

 

 

 

 


sinto-me: perdido...
música: Ave Maria - Pavarotti

vadiado por homem de negro às 00:28
Ligação vadia | Vadia para mim

15 comentários:
De mm a 15 de Abril de 2009 às 17:50
Sinto muito pela tua perda e que Deus a receba em paz. Perder uma Mãe é das dores maiores do mundo, mas o tempo vai aliviando esse peso no coração, onde depois fica as lembranças e a saudade. Um abraço do tamanho do mundo para ti e para os teus.


De mar_praia a 13 de Abril de 2009 às 20:45
Meu anjo, a tua mãe partiu, mas não te deixou só...
Tens um menino que precisa de ti mais que nunca! Por isso vais ser forte, era o que a tua mãe quereria! Ela está lá em cima bem acompanhada e ambas estão de olhos em vós!

QQ coisa sabes onde tou a qq momento!
Beijinhos bem grandes e até já!


De A Vida É Bela a 13 de Abril de 2009 às 00:12
Meu querido amigo, apanhaste-me de surpresa ao me telefonares e ao passar aqui nao consegui evitar que as lagrimas deslizassem... sei a dor que sentes...e não ha palavras que atenuem a tua dor, só mesmo o tempo. Sabes onde e como me encontrar seja a que horas for. Deus te dê força neste momento de dor, e acredita que a tua mana e a tua mãe vão cuidar de ti onde quer que estejam
Beijokas meu amigo


De bia a 12 de Abril de 2009 às 20:45
muita força!
com carinho,
de uma leitora atenta


De Joana D'ARC a 10 de Abril de 2009 às 22:26
Força...
Um abraço


De Lobaaaaaaaaaaaaaa a 10 de Abril de 2009 às 16:19
Um abraço.
Um beijo.
E uma flor.



De Cristal a 10 de Abril de 2009 às 09:51
Que te hei-de mais dizer, vou-te confessar que me tocou profundamente e me deu uma vontade enorme de chorar contigo quando me dissestes :
-já vistes fiquei sem a minha mãe.
Amigo força e coragem por ti, teu filho e teu pai.
Beijos cristalinos e estou aqui se precisares


De Helena a 9 de Abril de 2009 às 15:13
Disse-lhe uma vez que mesmo não vos conhecendo, gostava de si, do seu menino e de sua Mãe. Também lhe transmiti a minha mais profunda admiração pelo modo como se referia a sua Mãe. Hoje estou triste. Lamento muito a sua perda. Se pelas suas palavras nos apercebiamos do amor e carinho que tinha pela sua Mãe, imagine como Ela o sentia e amava, agarre-se a isto.Coragem para enfrentar a dor e tenha sempre presente os bons momentos, a ternura e o amor mútuo. Um abraço apertado. Para a sua Mãe: Descanse em Paz.
Um beijinho
Helena


De Genny a 9 de Abril de 2009 às 14:01
Não há palavras suficientes para esta hora.
As minhas condolências.
Um grande abraço


De blogando-me1 a 9 de Abril de 2009 às 13:06
"Quando o Criador do mundo resolveu escrever minha história
Contou contigo naquela hora
Com tua vida deu início a minha vida
Alterou teu humor, mudou tua alimentação, mexeu com tua vaidade
Em teu colo, fez me semente de tua felicidade
Levaste-me para cima para baixo em teu ventre sagrado
Meses se passaram a luz me destes, puseram-me ao teu lado
Teu seio materno se tornava meu abrigo seguro
Amava-me no presente, se esquecia de tuas dores do passado
Mantendo-me junto a ti com medo do futuro
Acompanhastes meus primeiros passos
Encantou-se com a primeira palavra que falei se era "mamãe", não sei.
Tive sim, meu pai comigo, ao meu lado ao meu alcance
Via que no fundo você mais que eu sofria quando me reprimiam
Conduziste-me a escola, incentivou-me aos estudos
Ensinou-me a rezar e pediu para que nunca me afastasse de Deus
Na vida tornei-me GENTE e com meus filhos sou exigente
Faço eles entender que MÃE é: TUDO
Que, não são máquinas geradoras de filhos ao mundo
E sim fonte de amor, que curam a dor de um abandono profundo
Sou barco a vela neste imenso e agitado oceano
Mãe: meu porto seguro
Que este grito chegue a ti.
Acolhe-me como sempre me acolheste.
TE AMO!!!!"

Sentidas condolências. Força e coragem para estes dias difíceis que se avizinham.

Um abraço


Comentar este texto vadio

homem de negro
Procurar vadiagens
 
Janeiro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


Vadiagens recentes

Parabéns...

Minha querida India...

Amor incondicional...

Amor incondicional...

Procurando...

Coisas que eu sei...

Ora pois...

El comandante...

You and I...

...

Até amanhã, camarada...

Um ano mais....

Dias felizes...

O menino e o cão...

Hoje é sexta feira 13...

25 de Abril sempre?

O tempo e saudade...

Olá...

Até já...

Recordar-te...

Vadiagens guardadas

Janeiro 2016

Novembro 2015

Março 2014

Janeiro 2014

Outubro 2013

Junho 2013

Maio 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Julho 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Setembro 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

antros de perdição
sons vadios...

Search Video Codes
blogs SAPO
subscrever feeds