Quando eu morrer, dá-me um cravo vermelho, simbolo da liberdade, e leva-me ao mar. Não chores, a vida é o que mais bonito temos e eu procurei sempre viver a minha da forma mais pura possível... Porque sei sorrir e sei chorar... Bem-vindo sejas...
Segunda-feira, 2 de Março de 2009
Voa...

 

 

  

   

 

 

 

 

 

Arrumo os pensamentos

ali, naquele cantinho da memória.

Guardo os sentimentos,

fazem parte da minha história

 

Penduro as minhas ideias,

num armário de recordações

Ao lado ficam os meus sentires,

no baú das emoções

 

Deito fora a saudade

Dessa não gosto, nunca gostei

 Lembra-me que sou gente

Recorda-me que já amei…

 

Restam-me as amizades

São já bem poucas, é certo

A vida é feita de ir e vir, eu sei

Haverá sempre alguém por perto…

 

O defeito é meu, sei bem

Inquieto ser, sempre à procura

De outras vidas me alimento

Parasita serei, filho da loucura…

 

Tudo no seu lugar, posso ir

Em busca de um pouco de paz

Luto ainda por dias de azul

Deixar a tristeza para trás…

   

homem de negro

poemas vadios

 

 


sinto-me: preso demais...
música: Entre o céu e o chão - Tim

vadiado por homem de negro às 01:12
Ligação vadia | Vadia para mim

4 comentários:
De Joana D'ARC a 8 de Março de 2009 às 23:37
Saudade,
o que é a saudade se não o murro no estômago que a falta de alguém nos faz doer?
Voo,
por aqui, por ali, sem saber ao certo onde é que as minhas asas querem descansar.

Já tinha saudades de passar por cá :)
Um beijinho na pontinha do nariz


De homem de negro a 11 de Março de 2009 às 09:46
Olá...
Folgo em ver-te por cá, de novo. Se te apetecer, descansa aqui as tuas asas...
Um beijo vadio, a gente vê-se por aí...


De Dulcilena a 2 de Março de 2009 às 13:57
Upssssssssssss enganei-me no post !!!
Mas como já tinha dito, a vida é mesmo assim... vale mais uma boa amizade, do que um amor não correspondido.
Beijinhos Dolces


De homem de negro a 11 de Março de 2009 às 09:48
Olá...
Trocas as voltas a ti própria, rapariga, o que te fazem as saudades do filhote. Deixa que eu já tas vou matar...
Um beijo vadio, a gente vê-se por aí...


Comentar este texto vadio

homem de negro
Procurar vadiagens
 
Janeiro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


Vadiagens recentes

Parabéns...

Minha querida India...

Amor incondicional...

Amor incondicional...

Procurando...

Coisas que eu sei...

Ora pois...

El comandante...

You and I...

...

Até amanhã, camarada...

Um ano mais....

Dias felizes...

O menino e o cão...

Hoje é sexta feira 13...

25 de Abril sempre?

O tempo e saudade...

Olá...

Até já...

Recordar-te...

Vadiagens guardadas

Janeiro 2016

Novembro 2015

Março 2014

Janeiro 2014

Outubro 2013

Junho 2013

Maio 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Julho 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Setembro 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

antros de perdição
sons vadios...

Search Video Codes
blogs SAPO
subscrever feeds